quarta-feira, 7 de outubro de 2009

QUEM FOI ZUMBA DO TIMBÓ

QUEM FOI ZUMBA DO TIMBÓ
Nota Biográfica nº 05 – Villar e Cia – apontamentos de história familiar - 1998
Alcides Francisco Villar de Queiroz


Câmara Cascudo, em “Acta Diurna” publicada em 1947 e reproduzida no Diário de Natal de 07/04/1998, assim se refere ao personagem da presente Nota: “Muitos lhe ignoravam o nome. Conheciam-no pelo título, como a um pregão nobiliárquico identifica-se o fidalgo. Quando diziam O Major! Todos sabiam que se tratava de Zumba do Timbó, outra razão feudal que liga o homem á posse da terra”. Mas quem foi Zumba do Timbó?

José Ribeiro Dantas Sobrinho (n. 17/05/1839 e f. 22/07/1889) – cujos pais foram Antonio Basílio Ribeiro Dantas,, o Velho, e Inácia da Silva Bastos – mais conhecido como Zumba do Timbó, foi uma pessoa que por diversos caminhos se “infiltrou” na família Villar e nela deixou descendentes que o tempo se incumbiu de multiplicar (...).

José Ribeiro Dantas Sobrinho foi casado em primeiras núpcias com Antonia Balbina Viana, gerando o casal sis filhos, dentre eles João Ribeiro Dantas, pai de Heráclio Villar Ribeiro Dantas e de Orlando Ribeiro Dantas. O segundo casamento do nosso biografado foi com Urcicina Raposo de Mello (nome de solteira0, filha do Dr. Manoel Hemetério raposo de Mello e resultou em três filhos, dos quais, José Ribeiro Dantas, esposo de Helena de Araújo Villar.

Zumba do Timbó, um dos grandes senhores de engenho da cidade de Ceará-Mirim, foi dono das seguintes propriedades: engenho Sapé (parte em Papari), Trigueiro, Timbó de Dentro (rebatizado com São Pedro), Porão, Veados, Barra de Levada, Oitizeiros, Joazeiro e Cafuca (estes dois em Santana de Matos) e Timbó de Fora. Foi, além disso, dono de muitos escravos que alforriou espontaneamente antes de decretada a Abolição.
Extremamente trabalhador, costumava ele acompanhar seus homens na faina diária dentro do engenho se antecipou a todos os demais senhores na introdução de meios mais modernos na produção do açúcar. Estabeleceu também mutirões para regularizar o fluxo das águas dentro dos canaviais. Rico, era também apurado no trajar e possuía liteiras, caleças e outros veículos para se locomover de maneira confortável e elegante.

Conhecido como O Major, era ele Coronel da Guarda nacional, guarnição do Ceará-Mirim e uma das figuras mais expressivas daquela comunidade (Zumba foi nomeado junto com Victor de Castro Barroca para formarem a comissão de socorro aos flagelados da seca de 1877).

Finalizemos o presente texto repetindo Cascudo na Acta Diurna mencionada: “Zumba do Timbó! Nome de Guerra! Quando eu passava pelas ruínas do seu engenho nunca deixei de parar e saudar a sombra do grande batalhador do vale, ensinando o segredo das obras miraculosas pelo processo de cooperação....” e nós, igualmente, saudamos a memória desse homem incansável no seu labor, idealista na antecipação do progresso e correto nas suas atitudes.

Obs: No ensaios sobre “Elementos para o estudo da escravidão no Ceará” de Guarino Alves:

Na página 93, Guarino diz que: No Ceará-Mirim (Rio Grande do Norte) aimda se recorda o Zumba do Timbó, apellido do Capitão José Ribeiro Dantas, proprietário de engenhos-de-açúcar. Se qualquer escravo de outrem desviava-se do dever, vinha logo a ameaça terrível de ser vendido ao Zumba do Timbó. Quando estive lá, colhendo subsídios históricos, ouvi dizer que o Zumba costumava pregar a orelha do escravo numa porta, depois senatava-se na cadeira e chamava-o: “venha cá, negro!” O pobre diabo receiando castigo pior atendia-o num repuxão de cabeça, rasgando a orelha. Ninguém sabe até que ponto a verdade se confunde com a lenda, mas me disseram que a mulher* de Zumba, não ficava atrás nesse mister: às negras desobedientes, mandava passar pimenta no anus.”

* A mulher de Zumba que o autor Guarino faz referência e, há muitos causos a ela relacionados, foi Antonia Balbina Viana filha do português do engenho Carnaubal Antonio Bento Viana e primeira esposa de Zumba.

9 comentários:

  1. Gibson,
    Bom te ver por aqui meu amigo!!!
    Que teu blog tenha também muito sucesso no blogspot!
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  2. com relação a zumba de timbó.... aqui na nossa cidade, mais precisamente no cemitério existe um túmulo, com grades de ferro, onde a maioria da população visita-o no dia de finados, pelo motivo do mesmo rachar e ser denominado o túmulo da cobra "zumba de timbó" . Caro Gibson, total engano o túmulo real de d. Ursursina Ribeiro Dantas( a zumba) fica nas proximidades do túmulo de seu Cleto Brandão. Digo isso porque meu pai(Paulo da Cruz) era o responsável pela conservação do mesmo e ele sempre nos contava essa história. Um grande abraço da amiga Ivanildinha.

    ResponderExcluir
  3. Ivanildenha, obrigado pelo comentário a respeito de Zumba. A mulher de Zumba cuja fama sai do real para entrar no lendário, não é ursisina, mas, Antonia Balbina Viana, primeira esposa de Zumba, que era filha de Antonio Bento Viana. Não sei ao certo se ela é enterrada na tumba da família de Zumba. Lá só existem gravados os nomes dele e de sua segunda esposa Ursisina. provavelmente, pela fama da cobra, tenham omitido o seu nome para evitar visitas ao túmulo da família. Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Aldo José Fernandes Ribeiro Dantas29 de abril de 2010 10:00

    Caro Gibson.
    Bisneto de Zumba do Timbó,do seu segundo matrimonio, Neto de José Ribeiro Dantas e de Helena Villar Ribeiro Dantas, filho de Romildo Vilar Ribeiro Dantas e Alda Ivaneida Fernandes Ribeiro Dantas, graça a DEUS meu Pai esta com 83 anos de idade e minha mãe com 79 anos, ambos lucidos. Meu Pai é o filho caçula de do casal acima mencionado, irmão de Milton Vilar Ribeiro Dantas,Mucio Vilar Ribeiro Dantas e de Neuza Vilar Ribeiro Dantas, que se encontram na vida eterna e vivos em meu coração.
    A primeira mulher de meu bisavo realmente segundo dizem era que apelidavam de cobra. Conheci Paulo da Cruz que era o administrasdor da Fazenda Timbó de Papai e Tio Múcio.Homem de confiança da familia, honesto,correto e sério.
    Abraço
    Aldo José

    ResponderExcluir
  5. esses comentarios são ate de desperta curiosidade mais ao certo ninguem pode provar nada por isso ate hoje se honda a historia com nome de lenda mais se isso for msm verdade o que vcs ariam fazer se ela despertasse do sono aterno e lançasse sobre a terra uma maldição isso pode ser absurdo mais pra os que não sabem de certo oq é a vida espiritual e nesse mundo entre o céu e a terra tudo é possivel ...

    ResponderExcluir
  6. amigos guardem essas palavras,essa lenda da serpente ainda vai mostrar a propria ira dom apocalipse que vcs nunca viram na vida digo isso por que ja presenciei coisas imprecinantes que ainda estão por vir a acontecer e não ha nada que possamos fazer pra impedir assim como ninguem pode prever um ataque de um pisicopata como ja aconteceu ... os espiritos rogam todos os dias paz eo perdão de toda maldade que foi cometida nessa vida ... vida é infinito essa passagem na terra é só uma preparação para ela e o nosso passaporte é a morte ...

    ResponderExcluir
  7. Gosteria de saber mais a respeito desse tumulo e das histórias a respeito dessa mulher, o porque que seu tumulo é acorrentado? quem foi essa mulher em vida? o que ela fazia?

    ResponderExcluir
  8. oi por favor teria como vc postar fotos e mais fatos referente a Antonia Balbina Viana filha.

    ResponderExcluir
  9. NENHUM DE SEUS DESCENDENTES INCOPOROU COMO SOBRENOME ZUMBA?

    ResponderExcluir